Julgamento da não-absorção de quintos pode ser retomado na segunda-feira (24), no CJF

Placar até agora é favorável aos servidores. Ação atinge poucos filiados do Sitraemg, por terem conquistado os quintos por decisão administrativa. Sindicato estará presente na sessão
Compartilhe

O julgamento do processo administrativo que trata da não-absorção de quintos nas parcelas da recomposição salarial da categoria para os servidores da Justiça do Trabalho pode ser retomado na sessão do Conselho da Justiça Federal (CJF) de segunda-feira, 24 de junho, às 14 horas.

A sessão será realizada na sede do TRF6, em Belo Horizonte. O Sitraemg, que é parte no processo, estará presente, representado por sua assessoria jurídica.

A ação tem como interessados servidores da Justiça Federal de todo o Brasil que obtiveram vitória dos quintos por decisão administrativa. São poucos os filiados do Sitraemg nessa situação. A grande maioria já tem assegurada a não-absorção por terem obtido o direito ao passivo por meio de decisão transitada em julgado.

A sessão será transmitida ao vivo pelo canal do CJF no Youtube. Para assistir, clique neste link: https://www.youtube.com/cjf

Na sessão de 27 de maio, o desembargador Guilherme Calmon pediu vista.

Porém, segundo a assessoria jurídica do sindicato, pela pauta divulgada de 17 de junho, Calmon devolveu o pedido de vista para votar na próxima sessão.

Histórico

Na sessão do dia 27 de maio, o ministro Og Fernandes divergiu da relatora, depois que esta votou por uma interpretação que a assessoria do Sitraemg considera desconectada da data de promulgação do artigo 4º da Lei 14.687/2023. Tal dispositivo incluiu o parágrafo único ao artigo 11 da Lei 11.416/2006.

O voto divergente foi pela não-absorção dos quintos para a integralidade da recomposição da Lei 14.523/2023, inclusive pela reversão da absorção ocorrida na primeira parcela (fevereiro/2023).

Acompanharam a divergência os ministros Schietti, Messod Azulay e Reynaldo da Fonseca e o desembargador João Batista, presidente do TRF-1. O entendimento da relatora é seguido somente pela desembargadora Marisa Santos.

Assessoria de Comunicação
Sitraemg

Compartilhe

Veja também

Pessoas que acessaram este conteúdo também estão vendo

Busca

Notícias por Data

Por Data

Notícias por Categorias

Categorias

Postagens recentes

Nuvem de Tags