Pedido de derrubada do Veto 51/2022 será encaminhado ao deputado Igor Timo (PODE)

Compartilhe

O pleito do Sitraemg ao deputado Igor Timo (Podemos/MG) pela derrubada do Veto 51/2022, do nível superior dos técnicos judiciários, será encaminhado à assessoria do parlamentar, na Câmara dos Deputados. O pleito também será submetido ao gabinete da liderança do Podemos, que é ocupada atualmente pelo próprio deputado mineiro.

IMG_9066
Da esquerda para a direita: filiadas Nélia Vânia de Matos e Adriana Passos, coordenadora do sindicato Marisa Campos Tomaz, filiado Leonardo Andrade e o assessor do deputado Igor Timo, Christiano Prates

O compromisso foi assumido pelo assessor parlamentar Christiano Prates em reunião com representantes do Sitraemg, no escritório do político em Belo Horizonte, na terça-feira, 25 de outubro.

O sindicato foi representado por uma comissão de técnicos judiciários liderada pela coordenadora Marisa Campos Tomaz, que também coordena o Núcleo do segmento. Os outros integrantes foram os filiados Leonardo Andrade, Adriana Passos e Nélia Vânia de Matos.

Os servidores entregaram ao assessor a nota técnica elabora pela assessoria jurídica do sindicato contestando a justificativa da Presidência da República, de “vícios de inconstitucionalidade”, para o veto 51/2022. Ofício com o pedido do voto pela derrubada do veto também já foi encaminhado por e-mail ao deputado.

Ao assessor, os servidores explicaram que a exigência do nível superior para o cargo de técnico judiciário foi aprovada no PL 3662/2021, nos artigos 1º e 4º. Porém, o presidente da República vetou os dois artigos ao sancionar a lei.

Eles argumentaram que a mudança de escolaridade para ingresso no cargo não implicará em aumento de despesas para a União.

A coordenadora Marisa Campos Tomaz lembrou que o nível superior é uma luta antiga dos técnicos, e que o objetivo é obter o reconhecimento ao trabalho qualificado que é executado.

A sindicalista argumentou que as mudanças de atribuições no judiciário, sobretudo após a implantação do PJe, exigiram o aprimoramento e a qualificação profissional dos servidores. Com isso, a grande maioria dos técnicos buscou a formação superior. “Senão a máquina do judiciário para”, sintetizou.

Os presentes informaram que outros órgãos públicos alteraram a escolaridade de cargos técnicos para o nível superior: a Polícia Federal, a Receita Federal, a Polícia Rodoviária Federal, o Senado, as Polícias Civil e Militar do Distrito Federa e o Corpo de Bombeiros Federal.

Pedido será levado também ao líder do Podemos no Senado

O assessor Christiano Prates disse acreditar que, entre os deputados, não haverá grandes dificuldades para a derrubada do veto. Garantiu que as assessorias do deputado, tanto do próprio gabinete quanto da liderança do partido na Casa, irão analisar o pleito da categoria.

A pedido dos servidores, também prometeu levar o apelo do segmento ao líder do partido no Senado, Álvaro Dias (Podemos/PR).
O sindicato aguarda respostas aos pedidos de audiência para tratar do veto com outras lideranças mineiras na Câmara Federal.

Assessoria de Comunicação
Sitraemg

Compartilhe

Veja também

Pessoas que acessaram este conteúdo também estão vendo

Busca

Notícias por Data

Por Data

Notícias por Categorias

Categorias

Postagens recentes

Nuvem de Tags