SITRAEMG disponibiliza textos com abordagens distintas sobre as mudanças no Código Florestal em discussão no Congresso Nacional

Compartilhe

Na esteira das discussões sobre as mudanças no Código Florestal do país, em razão da tramitação do PL 1876/1999 na Câmara dos Deputados, o SITRAEMG, visando contribuir para o debate, disponibiliza abaixo links para três matérias veiculadas em sites de pontos de vista bem distintos e que, por isso mesmo, apresentam abordagens divergentes sobre o assunto.

O site da Folha de São Paulo (www.folha.uol.com.br) atribui a uma “crise da base aliada do governo” o desfecho da sessão do plenário da última quarta-feira (11) que culminou no adiamento da votação do projeto para a próxima terça-feira. Já o site Carta Maior (www.cartamaior.com.br) vê o adiamento como resultado de uma articulação habilidosa do governo, tendo à frente o ministro da Casa Civil, Antônio Palocci, com o objetivo de impedir mudanças no Código prejudiciais ao meio ambiente, para evitar desgastes perante a opinião internacional a um ano da Conferência Rio + 20, que será sediada pelo Brasil em junho de 2012. Por sua vez, o site do Greenpeace (www.greenpeace.org.br), da conhecida ONG internacional de mesmo nome, faz uma abordagem parecida com a da Carta Maior, porém, sem elogios para o governo. Muito pelo contrário. “A atuação do governo ontem à noite (quarta-feira, 11), segurando a votação, não o exime da culpa de ter alimentado o monstro. A inércia dos últimos dois anos, quando essa reforma começou a ser operada, permitiu que a aliança entre Aldo e os ruralistas gerasse uma proposta de retrocesso na lei, atribuísse às ONGs que lutam pela preservação do ambiente a pecha de inimigos do país e criasse um constrangimento para a presidente.”, registra o Greenpeace.

O PL 1876/1999, de autoria do deputado Sérgio Carvalho (PSDB/RO), dispõe sobre Áreas de Preservação Permanente, Reserva Legal, exploração florestal. Desde 1999, já passou pelas Comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural  (CAPADR), de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável  (CMADS), de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) e Comissão Especial. No plenário, está sob relatoria do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), ex-presidente da Casa e, desde 2003, integrante da base do governo.  Depois de aprovada na Câmara, a matéria seguirá para o Senado Federal.

Há muitos uma gama de matérias abordando o tema, inclusive nos sites da Câmara dos Deputados e do Senado. E é extremamente importante que toda a sociedade acompanhe o desenrolar dessas discussões. Questão de pontos de vista, apenas? A pergunta fica no ar para que os servidores leiam, reflitam e respondam para si mesmos.

Links para as matérias:

Código Florestal gera crise na base aliada do governo – Folha de São Paulo

Código Florestal em risco – Greenpeace

Código Florestal: de olho no exterior, governo faz guerra de nervos – Carta Maior

Compartilhe

Veja também

Pessoas que acessaram este conteúdo também estão vendo

Busca

Notícias por Data

Por Data

Notícias por Categorias

Categorias

Postagens recentes

Nuvem de Tags