Sitraemg cobrará correção da VPNI/quintos nas parcelas da recomposição salarial

Compartilhe

O Sitraemg ingressará, nos próximos dias, com ação coletiva pleiteando a incidência dos percentuais das três parcelas da recomposição salarial também sobre os valores da VPNI/Quintos. A ação abrangerá todos(as) os filiados e filiadas da entidade que recebem esse passivo.

  • Para se filiar, veja aqui

O sindicato entende que a Vantagem Pessoal Nominalmente Identificada (VPNI) decorrente da incorporação de quintos/décimos de função comissionada é legalmente definida como remuneração. Independentemente da época em que foi incorporada. E o artigo 1º da Lei 14.523/2023 assegura que os percentuais das três parcelas da recomposição salarial (6% em fevereiro/2023, 6% em fevereiro/2024 e 6,13% em fevereiro/2025) devem incidir sobre toda a remuneração.

No entanto, os órgãos do Poder Judiciário da União não consideraram o caráter remuneratório da VPNI/quintos ao aplicarem o percentual de 6% previsto para a primeira parcela da recomposição incorporada em fevereiro deste ano.

“É um direito que conquistamos com muita luta e intensa articulação no Congresso Nacional”, rememora o coordenador do Sitraemg Alexandre Magnus, referindo-se à mobilização pela recomposição salarial. “Então, que se faça justiça incidindo o reajuste também sobre esse passivo na remuneração dos servidores”, cobra.

O sindicato orienta os servidores do PJU em Minas Gerais a aguardarem a ação que a entidade ajuizará.

Assessoria de Comunicação
Sitraemg

Compartilhe

Veja também

Pessoas que acessaram este conteúdo também estão vendo

Busca

Notícias por Data

Por Data

Notícias por Categorias

Categorias

Postagens recentes

Nuvem de Tags