Mudanças a vista na Comissão de Biosegurança

Compartilhe

Comissão Nacional Técnica de Biosegurança (CTNBio) se prepara para retornar seus trabalhos no próximo mês, quando deve sofrer algumas modificações. Os 27 conselheiros poderão ter os mandatos renovados ou substituídos. A expectativa é de que 12 conselheiros sejam trocados, incluindo o atual presidente, Walter Colli.

Organizações da sociedade civil como a Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa (ASPTA) criticam esse processo de renovação que, segundo as entidades, é pouco transparente e pode resultar em indicações de pesquisadores favoráveis a liberação de Organismos Geneticamente Modificados.

A preocupação com essas liberações aumentou depois que, na última semana, o Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª região em Porto Alegre, suspendeu, em favor do governo, uma liminar de junho de 2007. A ação proibia a liberação comercial de milho transgênico até a elaboração de medidas que garantissem a convivência dessas variedades com as convencionais. Gabriel Fernandes, assessor técnico da ASPTA, aponta que no pedido do governo à Justiça está a intenção de apoiar este tipo de agricultura em favor do agronegócio.

A decisão do TRF ainda será votada pela 3ª turma do Tribunal. Segundo Fernandes, foi considerada uma vitória o fato de o Ministério da Saúde ter acatado a indicação, pelo Conselho Nacional de Saúde, do nome da médica Graziela Almeida para compor a Comissão representando os movimentos sociais.


Fonte: Portal do MST

Compartilhe

Veja também

Pessoas que acessaram este conteúdo também estão vendo

Busca

Notícias por Data

Por Data

Notícias por Categorias

Categorias

Postagens recentes

Nuvem de Tags