Judiciário Federal em SP se destaca em assédio moral

Compartilhe

Uma pesquisa realizada com 761 servidores do Judiciário Federal do Estado de São Paulo revelou um índice alto de assédio moral nos locais de trabalho. A pesquisa revelou que 76% dos entrevistados já presenciaram algum tipo de assédio moral. Deste grupo, 78% disseram ter sido vítimas de assédio. A pesquisa ainda mostra que 98% dos entrevistados sabem o que é assédio moral e 85% acham que existe assédio no Judiciário Federal.

De acordo com a pesquisa, o principal assediador é o chefe, com 65% das opiniões. Em segundo lugar vem um colega de trabalho [23%] e, por último, o conjunto de colegas [19%]. As formas de assédio mais freqüentes são a desmoralização junto aos demais servidores, ameaças profissionais e pessoais e impedimento de se expressar. Para a maioria dos entrevistados que são vítimas de assédio moral [51%], o assediador tem noção do mal que está fazendo. A pesquisa foi realizada pela Huno Consultoria & Treinamento.

Diante dos resultados, o Sintrajud/SP retoma a campanha contra o assédio nos locais de trabalho. O tema também é uma bandeira de luta Fenajufe, que já iniciou uma campanha nacional em combate ao assédio moral.

De acordo com informações do Sintrajud, já está sendo preparada pelo Sindicato uma cartilha contendo informações e orientações para combater o assédio. O tema também será discutido no 5º Congresso do Sintrajud, que acontece de 14 a 16 de março.


Fonte: Fenajufe

Compartilhe

Veja também

Pessoas que acessaram este conteúdo também estão vendo

Busca

Notícias por Data

Por Data

Notícias por Categorias

Categorias

Postagens recentes

Nuvem de Tags