CUT divulga 2ª parcial do plebiscito popular pela anulação do leilão da Vale

Compartilhe

Nesta terça-feira, 18, a CUT Nacional continuou o processo de contagem dos votos do plebiscito popular pela anulação do leilão de privatização da Companhia Vale do Rio Doce. Foram apuradas as planilhas enviadas pela CUT-Distrito Federal e CMS [Coordenação dos Movimentos Populares], CUT-Rio de Janeiro, CUT-Paraná e novas planilhas da CUT-Goiás.

Devido ao grande número de votantes em todo o país, tanto a CUT quanto o Comitê Nacional que coordena o plebiscito continuam a receber os dados. Na segunda-feira [17], planilhas de totalização do plebiscito, de vários estados, ainda chegavam em quantidade na sede nacional da CUT.

Na nova parcial os votos NÃO totalizam 184.346 num total apurado de 191.808. Votos pelo SIM somam 5.946, nulos 810 e brancos 706. Os resultados da segunda parcial da CUT indicam que o percentual de votos NÃO em relação aos válidos equivale a 96,87%.

Os números apurados no plebiscito demonstram que cerca de 97% dos votantes não querem que a CVDR continue nas mãos do capital privado, ou seja, querem a Vale de volta e por isso decidiram pelo NÃO. Esta parcial nos mostra a resposta do povo brasileiro a este crime de lesa-pátria, que o Governo e o Poder Judiciário podem reverter, anulando o leilão fraudulento que privatizou esse importante patrimônio nacional.

A primeira parcial, incluiu resultados totais das CUTs Tocantins, Sergipe, Mato Grosso, Espírito Santo, Pernambuco, e parciais das Centrais Alagoas, Goiás e São Paulo.

Fonte: CUT

Compartilhe

Veja também

Pessoas que acessaram este conteúdo também estão vendo

Busca

Notícias por Data

Por Data

Notícias por Categorias

Categorias

Postagens recentes

Nuvem de Tags