Conselho Superior do TRF3 reverte demissão de servidora da Justiça Federal de São Paulo

Compartilhe

Em sessão plenária de quinta-feira, 2 de fevereiro, o Conselho da Justiça Federal da 3ª Região decidiu, por unanimidade, afastar a penalidade de demissão da servidora Beatriz Massariol.

O Conselho rejeitou a decisão da presidente do TRF3, desembargadora Marisa Santos, que acolhera acusação de condutas imputadas à servidora como justificativa para a demissão.

Beatriz era oficiala de Justiça da Justiça Federal e diretora do Sintrajud-SP.

O sindicato paulista avaliou a decisão do Conselho como uma vitória da “mobilização dos servidores e servidoras do Judiciário Federal, junto com trabalhadores, entidades sindicais, movimentos sociais e personalidades do país”.

O Sitraemg foi uma das entidades que se engajaram nessa mobilização.

Entendendo que a servidora fora injustamente demitida, o sindicato mineiro aliou-se às 130 entidades que nacionais e internacionais que subscreveram abaixo-assinado em repúdio à demissão da servidora. O documento, direcionado ao CFJ da 3ª Região, também defendia a reintegração de Beatriz Massariol e a revisão da decisão da presidente do TRF-3.

O Sitraemg também orientou os servidores do PJU em Minas assinarem o documento.

“Grande vitória contra assédio e perseguição”, celebra agora o coordenador do Sitraemg Alexandre Magnus.

Entenda o caso
Beatriz Massariol foi demitida injustamente pela desembargadora Marisa Santos, presidente do TRF-3, no dia 18 de julho, em meio a um quadro de adoecimento. A decisão da desembargadora contrariou o parecer da comissão processante que avaliou seu caso e não aplicava esta pena.

Após a decisão, servidores e servidoras do Judiciário Federal deram início a uma grande campanha pela reintegração imediata de Beatriz Massariol, destacando que a demissão foi parte de um processo persecutório à colega que é diretora do Sindicato e, ao longo dos 27 anos de serviços prestados a JF, sempre esteve à frente da defesa dos direitos da categoria.

A mobilização ganhou apoio de personalidades e entidades de todo o país. Foram quase 500 assinaturas no abaixo assinado impulsionado pelo Sintrajud e mais de 140 entidades nacionais e internacionais que apoiaram a campanha. Além de personalidades públicas como comentarista esportivo Walter Casagrande, Jorge Luiz Souto Maior, professor e jurista; Guilherme Boulos, eleito deputado federal de São Paulo (PSOL); Luiza Erundina, deputada federal (PSOL); Orlando Silva, deputado federal (PCdoB), Sâmia Bomfim, deputada federal (PSOL), dentre outros.

No dia 11 de agosto, o desembargador Antonio Cedenho, vice-presidente do TRF-3 e relator do recurso contra a demissão da oficiala de justiça, concedeu efeito suspensivo pedido pela defesa. A decisão tinha efeito até o julgamento do recurso, que aconteceu nesta quinta-feira, 02 de fevereiro. O Sindicato procurou os desembargadores para reforçar os argumentos da defesa e, durante o plenário virtual, fez vigília em solidariedade à colega em frente ao Tribunal.

Leia mais: 0Sitraemg abraça campanha pela reintegração imediata de Beatriz Massariol

Assessoria de Comunicação, com informações do Sintrajud
Sitraemg

Compartilhe

Veja também

Pessoas que acessaram este conteúdo também estão vendo

Busca

Notícias por Data

Por Data

Notícias por Categorias

Categorias

Postagens recentes

Nuvem de Tags