1º de maio é dia de luta em BH

Compartilhe

Renovar forças para continuar firme nas lutas e vencer obstáculos que se põem à frente do caminho. É assim que a CUT (Central ùnica dos Trabalhadores) planeja comemorar o dia do Trabalhador. “Este ano, as bandeiras erguidas pela CUT são pela manutenção do veto à Emenda 3, pela geração de empregos e pela redução da jornada do trabalho sem redução salarial”, afirma o presidente da CUT/MG, Lúcio Guterres.

A CUT de Minas Gerais, juntamente com sindicatos filiados e movimentos sociais realizam, hoje, várias atividades na Região Metropolitana de Belo Horizonte e em diversas regiões do Estado. “Pegando carona no PAC – Programa de Aceleração do Crescimento, a nossa mobilização ganha um novo sentido, já que o crescimento é assumido claramente como prioridade pelo Governo Federal. É hora, portanto, de deixarmos explícito o crescimento que queremos: geração de emprego decente, com carteira assinada, redução na jornada de trabalho, com elevação da massa salarial, fim do trabalho precarizado e à terceirização”, afirma Guterres.

Para o presidente cutista, as mobilizações em torno de tantas lutas que vêm sendo travadas neste ano trazem vigor para continuar a batalha pelos direitos da classe trabalhadora. Exemplo disto foram as manifestações em apoio à manutenção do veto presidencial à Emenda 3. Lúcio Guterres afirma que a tentativa do Congresso Nacional em aprovar a emenda é uma espécie de golpe que legaliza a ilegalidade, atualmente combatida pelo Ministério Público do Trabalho. “Trata-se de uma situação danosa aos trabalhadores e abre precedentes perigosos, no sentido de que os patrões podem exigir que seus empregados se transformem em empresas individuais, perdendo assim, direitos conquistados como férias, FGTS, 13º. salário, entre outros”, afirma.

Em Belo Horizonte, as comemorações pelo Dia do Trabalhador acontecem no bairro 1° de Maio, na Praça. Santo Antônio, esquina com Madre dos Anjos – às 8h, será celebrada missa, seguida de debate sobre a Lei Maria da Penha e o Projeto Moradia Popular e, às 14h, ato público-político, seguido de gincana e filme sobre o Dia do Trabalhador. No interior, estão previstas atividades em várias cidades, a exemplo de Timóteo, João Monlevade, Coronel Fabriciano, Uberlândia, entre outras.

Compartilhe

Veja também

Pessoas que acessaram este conteúdo também estão vendo

Busca

Notícias por Data

Por Data

Notícias por Categorias

Categorias

Postagens recentes

Nuvem de Tags